Dois looks meus em Bagé e Piratini: antes e depois da Missa

domingo, junho 22, 2014



Em março, dia 15, um sábado, saí com minha família de Santa Vitória do Palmar em direção a Pelotas, onde fomos a um aniversário de uma sobrinha nossa, pernoitamos na casa dos meus sogros e na madrugada, por volta das 5h30, partimos para Bagé. No mesmo sábado, ordenou-se em Bagé o Pe. Cléber Dias. E sua primeira Missa, no Domingo, dia 16, foi na forma EXTRAORDINÁRIA. Viajamos de SVP a Bagé exatamente para o evento. Desde a reforma litúrgica, não se celebrava a Missa tridentina na diocese bageense.




Embora Bagé seja na fronteira com o Uruguai, como Santa Vitória, são mais ou menos 400km de distância entre as duas, dado que nossa cidade fica no extremo sul, na pontinha do Estado, e Bagé na chamada "região da Campanha", mais próxima do oeste, caminho para a fronteira com a Argentina.

O Rafa acordou às 3h50 da manhã para se arrumar, tomar banho, comer alguma coisa e depois me acordou e ajudou a colocar as crianças no carro. Pelas 5h30 saímos da casa dos meus sogros, abastecemos o carro e pegamos a estrada.






































Chegamos na Igreja Nossa Senhora Auxiliadora, agradecemos a Jesus em Sua Casa, e nos preparamos para a Missa.

Vesti uma jaqueta rosa de couro, meia-calça escura de fio mais grosso, e um vestido da Lança-Perfume. Também cobri minha cabeça, conforme manda São Paulo, com um véu. A Maria Antônia e a Theresa, pequeninhas, também usaram véus.
































Também encontrei Dom Bernardo Maria, OCist, um monge cisterciense do mosteiro de Rio Pardo, que veio executar, com seus irmãos, o canto gregoriano para a Missa. Não perdi a oportunidade de uma foto de recordação com um monge vestindo seu hábito.



Enfim, encontramos a Família Abadie, nossos amigos de Porto Alegre. Gustavo e Camila, e seus três lindos filhos, vieram do protestantismo e se converteram à fé católica no ano passado. Eles mantêm um fantástico blog sobre família e homeschooling, mais ou menos na linha do nosso Domestica Ecclesia - mas bem mais profundo quando o tema é educação dos filhos, o Encontrando Alegria. Vale a pena visitar esse blog. 

Foi uma grande graça de Deus encontrar a família Abadie, motivo de alegria para nós. Já somos amigos faz muito tempo pelo Facebook, e finalmente pudemos reunir as duas famílias!


Depois da Missa em Bagé, rumamos para Piratini, casa dos meus pais e onde temos uma estância. Lá troquei o vestido e a jaqueta por um visual mais simples e despojado, embora mantendo uma informação de sofisticação com a calça de montaria de couro e o sapato preto com detalhes em dourado.





Detalhe:
Calça de montaria de couro e sapato preto e dourado.








POSTS RECOMENDADOS

2 comentários

  1. Gostei da combinação da calça de montaria com sapato bico fino...eu tenho pernas grossas e confesso q morro de vergonha de usar.. mas acho linda!!!

    ResponderExcluir
  2. Pois é, "Lara Bless", é preciso ter cuidado com essa calça, por ser justa e de couro. Depende de cada tipo de corpo e do restante do look. O espelho, discernimento e bom senso, ajudam. :) Bjs e obrigada pela mensagem.

    ResponderExcluir

Modest Fashion Network

Curta no Facebook

Moda e modéstia

Estou no Instagram @aline.brodbeck