A discrição

quinta-feira, junho 25, 2009

Por Maria Cândida Gonzaga Chedid
Todos os direitos autorais reservados exclusivamente ao Portal Brasil

DISCRIÇÃO

É o comportamento pessoal na sociedade e o cartão de visita de cada um. Agir sempre discretamente, vestir-se, portar-se discretamente, é o segredo da verdadeira elegância.

Agir com naturalidade, sem elevar a voz, sem muita gesticulação, seja na rua, em casa ou em sociedade, no trabalho, etc., não procurar sobressair, tornar-se alvo de todos os olhares. Esta é a norma fundamental, e o segredo da sua elevação social.

PONTUALIDADE

É a cortesia dos Reis, portanto, sejamos reis e rainhas, principalmente nós brasileiros, que na Europa somos sempre condenados por esta falta de cortesia.
Pontualidade é o ponto de honra na vida social. Sabendo que a pessoa com quem se trata, não tem essa virtude britânica, marque encontro num lugar agradável, para que a espera não seja cansativa. Deixe a desvantagem para a outra pessoa.

- Ser um "Gentleman" -

Um cavalheiro tem a obrigação de suportar impertinências e mesmo inconveniências até um certo ponto, mas não hesite em aplicar o remédio certo na hora precisa, mas com discrição, de tal maneira que o visado perceba o que se passa.

Não crie "aura" de constrangimento num grupo recusando a mão que se estende mesmo de um
desafect, com isso demonstramos ao nosso opositor a nossa superioridade.

- Saber ouvir e saber falar -

Não saber ouvir, é um defeito gravíssimo. Coisa alguma corta mais a alegria de uma boa palestra, quando um ouvinte está frenético para entrar na conversa, logo que haja uma deixa. Saber ouvir é a mais difícil arte e dá ao parceiro, força e estímulo para expor com mais facilidade o que tem em mente. Sem uma palestra agradável e em termos elevado, com a voz natural, a vida em sociedade se torna enfadonha.

Os dez pecados mortais contra a arte de bem conversar, de Jonathan Swft.

1 - A desatenção de quem ouve.
2 - O mau hábito de interromper e a de falar ao mesmo tempo.
3 - A precipitação de mostrar que se tem espírito ou cultura.
4 - A vontade de querer dominar a conversa e o assunto.
5 - Pedantismo.
6 - A falta de seguimento na conversa.
7 - O espírito de contradição.
8 - O vício de sempre querer fazer graça.
9 - A falta de calma na apresentação de argumentos.
10 - Trazer a baila assuntos pessoais em detrimento dos de ordem geral.

Deve-se partir de um ponto certo.
Quem cala e ouve - aprende.
Quem fala - ensina.

POSTS RECOMENDADOS

0 comentários

Modest Fashion Network

Curta no Facebook

Moda e modéstia

Estou no Instagram @aline.brodbeck