Como ter classe e elegância sem dinheiro

domingo, agosto 08, 2010

Por Karla M Davis

Tradução: Maite Tosta

Você não precisa ser bem vestida ou ter muito dinheiro para aparentar e ter classe. Classe vem do interior. São suas ações, reações, expressões faciais, habilidade de aceitar um elogio, recusar um convite e sobretudo como você se conduz na vida. Conheci muitas mulheres que são ásperas, precisam aparar as arestas, e muitas vezes realmente rudes e completamente longe de serem uma “lady”. Por outro lado, tenho tido o prazer de conhecer muitas mulheres que são educadas, gentis, prestativas, respeitam os outros, têm expressões faciais agradáveis e certamente sabem aceitar um elogio. Essas espécies raras de mulher simplesmente tomam a decisão de serem classudas, com ou sem dinheiro. Com as minhas observações e pela educação que recebi, isto foi o que aprendi…

1. SORRIA! Sorrir cria um ambiente mais agradável para aqueles ao seu redor e também mantém seu astral lá em cima, independentemente do que a vida lhe reserva a cada dia.

2. Aprenda a ser elogiada. Muitas mulheres desdenham os comentários bem-intencionados de outra pessoa sobre suas conquistas, trabalho, beleza, guarda-roupa, casa, e a lista continua. Elas fazem isso com a resposta e com a atitude “não é nada demais”. Você trabalha duro todos os dias e se compromete tanto quanto as celebridades de Hollywood; eles aceitam seus prêmios Oscar e Emmy por sua dedicação e conquistas. Educadamente agradeça e sinta-se bem consigo mesma.

3. Ninguém gosta de uma “lavadeira”. Se você não conhece a expressão, deixe-me explicar. A “lavadeira” é aquela mulher que grita com o marido, com os filhos, e xinga até que tudo e todos estejam no lugar. Isso não é nada atraente. Substitua a raiva, os gritos e a fúria com suavidade e graça. Peça a seus filhos, esposo ou amigos para fazer algo para você calmamente, com um tom educado. Não estou dizendo para fingir ser o que não é, mas simplesmente ir em uma direção que traga mais classe e respeito àqueles ao seu redor.

4. Atenda o telefone como se um galã estivesse ligando. Seja educada e simplesmente diga “Boa tarde, fulana falando”. Você assim cumprimenta a pessoa do lado de lá da linha e os deixa saber quem está falando. Detesto ouvir um “Alô?!” em um tom exasperado, ou um que implicitamente diga “você ligou em uma péssima hora, o que você quer?” Se for realmente uma má hora, não atenda o telefone. Deixe cair na caixa postal ou deixe a secretária eletrônica atender e retorne em um momento oportuno. Você pode acabar dizendo algo que não diria em outro momento e se arrepender mais tarde.

5. Palavrão nem pensar. Mulheres de classe não xingam que nem marinheiros bêbados, simplesmente não rola. Elas usam vocabulário criativo ou descem o tom quando pensam algo terrível. Por exemplo: Alguém te fecha no estacionamento e quase causa um acidente. Não coloque a cabeça para fora da janela e diga “Vá para a $%¨%$#@!!” fazendo aquele sinal com o dedo, fique na sua. Não importa o quanto você esteja com raiva ou irritada não perca o controle e xingue. Não só não é digno de uma dama (nem de um homem, é total falta de educação) e se você estiver com as crianças no carro elas vão aprender e repetir.

6. Não se embriague. Comemorar com os amigos e a família com uma ou duas taças de vinho não é uma falta, se você se garante. Ficar bêbada numa festa e dançar e cantar em cima da mesa é tão vulgar. Você não vai gostar do que as pessoas dirão de você e o que eles vão lembrar depois. Não vale a pena! Mulheres de classe sabem seus limites, bebem dentro de seus limites e quando elas os atingem bebem água com gás, soda com limão, etc, para socializar sem causar um acidente na volta para casa.

7. Seu guarda-roupa é relevante. Você não precisa ter muito dinheiro para ser uma mulher de classe. Simplesmente use com orgulho o que você possui, use sua melhor cara e saia no mundo. Se suas roupas têm fios puxados, manchas que não conseguiu tirar e costuras rasgadas nas calças, obviamente você não tem o capricho que outros têm. Sempre use roupas limpas, passadas sem fios, rasgos, manchas ou surradas. Ao invés, escolha uma combinação que você sabe que fica bom e acrescente algumas coisas básicas: rímel, batom (ou gloss), e um pouco de blush.

8. Fale de forma eloquente. Não há necessidade de falar gíria. Aprenda a sua língua propriamente e se esforce para usar seu melhor vocabulário diariamente. Você tem cérebro e recebeu educação, deixe que suas palavras reflitam isso. Use palavras completas. Com ou sem sotaque, as palavras querem entender o que você diz. Fale claramente e com palavras inteiras.

9. Recusando um pedido. Há momentos na vida em que estamos simplesmente muito cansadas, sem interesse ou sem condições financeiras para participar de um evento ou atender a um pedido. A maioria das mulheres só diz Ok, eu vou, ou estou dentro, porque elas não querem que pensem que elas são grosseiras. Não há nada de errado em tirar um tempo para você, desde que expresse isso da maneira correta. Por exemplo: Sua avó te pede para guardar algumas coisas com você, já que ela está se mudando para uma casa de repouso, mas você não tem espaço e não gosta delas, de qualquer forma. Simplesmente diga “Vó, são tesouros, realmente. Eu adoraria, mas não posso.” Isso não dá margem para discussão sobre o tamanho do seu apartamento, ou sobre gosto. Se ela pedir novamente, repita as mesmas palavras: “Eu adoraria mas não posso”.

10. Caminhe com confiança. Seja entrando ou saindo de uma sala, fazendo compras ou enchendo o tanque do carro, cabeça erguida. Sério! Mantenha a cabeça erguida, os ombros para trás, a coluna alongada e reta e barriga para dentro. Ande graciosamente até seu destino sempre com um propósito. Mulheres de classe sempre parecem ter chegado de Paris naquele minuto e estão na cidade somente por dois dias para agraciá-lo com sua presença.

11. Arrume as unhas. Não há nada pior que ver alguém com unhas sujas. Isso diz muito sobre a sua saúde, higiene pessoal e o quanto se importam consigo mesmos. Unhas amareladas, descascadas e quebradas de qualquer comprimento não são legais. As pessoas veem seu rosto e suas mãos não importa o quanto o resto de você está coberto. Mantenha suas unhas curtas e asseadas. Ver o branco das unhas é importante, então mantenha-o! Invista em um par de cortadores de unha e mantenha-as sempre aparadas. Tenha uma lixa sempre à mão em sua bolsa, caso uma unha quebre. Evite o amarelado das unhas deixando-as sem esmalte por alguns períodos de tempo; se tiver este problema, mergulhe-as em uma solução de bicarbonato de sódio e suco de limão. Uma vez lixadas e passada a base, use duas camadas de esmalte de cor neutra, como um nude.Use uma cobertura para prevenir a descamação e pronto. Francesinha tem mais classe, se você pode pagar uma manicure. Felizmente depois de pintar minhas unhas por 20 anos eu dominei a arte de fazer minha própria francesinha. Se seu esmalte escuro está descascando, melhor tirar tudo e ficar sem esmalte ou usar base do que sair assim. O mesmo vale para os dedos dos pés e pedicures, com a diferença de que estes seguram o esmalte por 3 ou 4 vezes mais, então você pode deixá-lo mais tempo e só ir retocando quando necessário.

12. Seja limpa e asseada. Há muitas mulheres que arrumam tempo para a TV, compras, limpeza da casa e para tudo debaixo do sol menos para cuidar de si mesmas. Mulheres de classe não são porcas. Elas não dormem de maquiagem à noite e escovam os dentes e passam o fio dental regularmente, e cuidam da saúde. Primeiro, o banho diário é um “must”. Estar limpa não é para os outros que sentem seu cheiro, mas para que se sinta limpa e fresca e pronta para dar o melhor de si. Em segundo lugar, você deve lavar seu cabelo pelo menos dia sim, dia não. Se você deixa ele sem lavar mais do que isso, seu cabelo ficará seboso e com a aparência de grudento (geralmente na parte de trás da cabeça onde você não olha). Vejo isso o tempo todo no trabalho, uma mulher bem vestida, bem maquiada e de cabelo sujo – acaba com o visual. Há algumas vezes em que não tem jeito, quando nos dias em que você acordou atrasada – não se preocupe, use o cabelo preso para que seja menos visível.

Vá à luta e seja o seu melhor !

Para mais artigos sobre como se vestir com classe com pouco dinheiro, visite o blog da autora.

POSTS RECOMENDADOS

5 comentários

  1. Oi amiga, amei o post!
    Só tem uma coisa que acho difícil... O sotaque! rsrs
    Creio que para uma gaúcha tb deva ser difícil né? Mineiros e gaúchos sempre temm sotaque! Minha irmã, um dia tava me ensinando como perder o sotaque, nossa é mto difícil, trabalho pra fonoaudióloga! rs
    No mais, concordo com tudo que está no texto, princ. na parte que fala das mãos. TODO mundo repara mãos, pés e unhas!

    Ah outra coisa... Como sair do tão comum "Alô" ao telefone? Não consgo atender ao fone de outro modo...

    No mais é isso e parabéns pra autora do texto tb!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Ale, a autora não critica o sotaque, mas o uso excessivo de gírias. Aliás, penso que alguns ambientes mais informais e familiares não impedem gírias que não sejam pesadas, digamos assim.

    De qualquer modo, o sotaque não é criticado, e acho que é muito católico MANTER o sotaque. É um sinal da diversidade legítima. O sotaque representa valores muito profundos, de arraigamento de tradições, raízes culturais etc.

    Um abraço,

    ResponderExcluir
  3. Então tá ótimo, uai! rsrs

    (Mantendo as raízes mineiras!) rsrs

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito, parabéns!

    ResponderExcluir
  5. Ana Cristina Soares13 de março de 2013 15:51

    Parabéns Aline!!!Adorei o que li, eu, pessoalmente costumo aplicar no meu dia-a-dia algumas destas regras de boa educação e classe, mas é sempre bom a Pessoa ir se informando, lendo para manter e adquirir, se for o caso, mais algumas dicas preciosas!!Gostei muito mesmo!Beijinhos! :)

    ResponderExcluir

Modest Fashion Network

Curta no Facebook

Moda e modéstia

Estou no Instagram @aline.brodbeck