Bem gaúcha, na abertura da Semana Farroupilha - saia de couro vinho, cinto pampa, camisa branca e pala

quarta-feira, setembro 20, 2017

Bem gaúcha, na abertura da Semana Farroupilha - saia de couro vinho, cinto pampa, camisa branca e pala

Dia 13 iniciamos a Semana Farroupilha, que culmina com a data máxima do gaúcho riograndense, o glorioso 20 de Setembro, em que iniciamos a Guerra dos Farrapos, em favor dos interesses do Rio Grande contra alguns desmandos cometidos pela regência na época do Império do Brasil. O conflito durou de 1835 a 1845, com o Rio Grande do Sul declarando sua independência no período da guerra e instalando sua capital justamente na cidade onde fui criada e hoje moro com meu marido e nossos filhos, Piratini. 


Muitas de nossas ruas, várias de nossas casas e alguns dos nossos prédios são os mesmos da época dos guerreiros farroupilhas. Da janela da delegacia de Polícia que meu marido chefia, por exemplo, é possível ver o Museu Histórico Farroupilha, instalado no prédio que serviu de Ministério da Guerra da República Riograndense em conflito com o Império. E as casas em que nossos heróis residiram ainda se encontram preservadas.

Se o Rio Grande do Sul todo respira Revolução Farroupilha - outro nome para a Guerra dos Farrapos -, o município de Piratini, que foi a primeira capital da república independente que aqui se criou, vive essa herança com mais intensidade. A Semana Farroupilha empolga a todos os riograndenses e mais ainda os piratinienses.

Todos os dias da Semana Farroupilha temos eventos. Uma festa no centro de eventos municipal, com shows, barracas, praça de alimentação, lojas, é criada. E as crianças se apresentam em grupos de danças folclóricas - nossos filhos mais velhos, Maria Antônia e Bento, fazem parte desses grupos. Tertúlias, rondas tradicionalistas, churrascos, culinária campeira, peças de teatro sobre a guerra, declamações de poesias gaúchas, tudo isso o dia inteiro, durante a semana toda. E no dia 20, o grande desfile de cavalarianos pelas ruas da cidade.

No primeiro dia dessa grandiosa festa lá fomos meu marido e eu para a solenidade de abertura, com o prefeito municipal e outras autoridades, entre as quais meu próprio marido, como delegado de Polícia da cidade. E fui autenticamente campeira, legitimamente gaúcha, rural e ao mesmo tempo moderna, com saia de couro vinho, cinto pampa - tipicamente feminino e gaúcho -, uma camisa branca ajustada e um pala para me proteger do frio que ainda faz, de vez em quando, às portas da primavera aqui em Piratini.

As fotos foram tiradas meio que na correria para o evento, com iluminação insuficiente e sem tempo de arrumar nada, até porque passei o dia inteiro às voltas de levar e pegar crianças nos ensaios para as apresentações artísticas do evento - além de estar com o dedo do pé quebrado e estar chovendo.

Bem gaúcha, na abertura da Semana Farroupilha - saia de couro vinho, cinto pampa, camisa branca e pala

Bem gaúcha, na abertura da Semana Farroupilha - saia de couro vinho, cinto pampa, camisa branca e pala

Bem gaúcha, na abertura da Semana Farroupilha - saia de couro vinho, cinto pampa, camisa branca e pala

Bem gaúcha, na abertura da Semana Farroupilha - saia de couro vinho, cinto pampa, camisa branca e pala

Bem gaúcha, na abertura da Semana Farroupilha - saia de couro vinho, cinto pampa, camisa branca e pala

Bem gaúcha, na abertura da Semana Farroupilha - saia de couro vinho, cinto pampa, camisa branca e pala

E de manhã, meu marido e nosso filho varão, o Bento, ambos à gaúcha:


Não esquece de me seguir no Bloglovin e no Instagram.


POSTS RECOMENDADOS

1 comentários

Modest Fashion Network

Curta no Facebook

Moda e modéstia

Estou no Instagram @aline.brodbeck