Pérolas e colares: Chique e simples

terça-feira, agosto 11, 2009



Pérolas viraram mania. Nas recentes semanas da moda, colares e gargantilhas de pérolas desfilaram empraticamente todos os pescoços e colos mais influentes. Quem trouxe luz para esta joia eterna foi Michelle Obama, adepta do estilo “chique e simples”. As pérolas induzem a imagens instantaneamente elegantes. Pense em pérolas e lembrará de Grace Kelly, Chanel, Lady Di ou a atriz Louise Brooks nesta foto clássica feita em 1928. Pérolas simbolizam a perfeição, pois de cada cem ostras apenas uma contém a pérola perfeita.

Na Antiguidade, as pérolas eram bordadas em mantôs como peças decorativas. No século 18, a descoberta de diamantes no Brasil provocou uma queda na demanda pelas pérolas. O interesse foi reativado no final do século 19, com a produção comercial das pérolas cultivadas. Nos anos 20, Sautoirs (colares longos) de pérolas viraram moda, e a partir de 1950 tornaram-se o símbolo da elegância clássica. É difícil imaginar outro acessório mais versátil e acessível que as pérolas. Reais, cultivadas ou falsas é um toque de luminosidade no corpo e na cor de qualquer tipo de mulher. Generosas com o rosto, dividem a luminosidade com a pele e os cabelos e podem ser usadas com produções casuais esportivas, roupas de trabalho e até com elegantes roupas de noite. Quer recurso melhor? Acima de tudo, pérolas conseguem ser sexy.

DECOTE X COLAR

Decote em V: colar longo. Pode ter mais voltas para preencher decotes ousados

Decote redondo: repita as linhas arredondadas do decote no colar

Decote canoa ou tomara-que-caia: use gargantilha ou tradicional de duas voltas

Gola alta: use-os mais longos sobre o tecido

TIPOS DE PÉROLAS

Pérolas cultivadas

- São criadas através da introdução de uma pequena conta feita da concha do mexilhão ou pedaço de madrepérola. Após dois ou três anos, as conchas são colhidas, e as pérolas removidas.

Pérolas naturais

- As pérolas verdadeiras se formam naturalmente nos moluscos dos oceanos.

- Raras, somente o raios-X ou endoscópio (um aparelho que permite fazer isso usando luz polarizada) podem detectar a diferença entre pérolas cultivadas das naturais, que chegam a custar dez vezes mais que as induzidas.

Pérolas Mabe

- Criadas em ostras Mabe essas pérolas são formadas sobre a concha da ostra. Em formato redondo ou lágrima tem lados irregulares.

Pérolas Mares do Sul

- Produzidas por ostras do tamanho de um prato de jantar, são grandes, lindas e raras. São perfeitamente redondas, bem lisas, em tom branco prateado ou amarelo dourado, indicadas para as loiras.

Pérolas negras do Tahiti

- Em uma seleção do cinza médio até o preto carvão, são produtos de ostras que vivem só no Tahiti. Pode ter forma redonda ou lágrima e são muito usadas em brincos e anéis solitários.

Pérolas Biwa ou de água doce

- Em formatos irregulares são encontradas em mexilhões que vivem em lagos orientais. Os formatos podem ser quadrados, arroz, redondos e ovais em tons de branco, rosa e cinza.

Pérolas barrocas

- Este é o termo que define pérolas naturais, cultivadas ou falsas com aspecto sem forma, irregulares na superfície.

Pérolas Majorca

- Essas pérolas jamais estiveram dentro de uma ostra. O cadilaque das imitações é conseguido com uma pequena conta de vidro mergulhada 28 vezes em uma mistura patenteada (e secreta) de pó de concha e saliva de ostras.

POSTS RECOMENDADOS

0 comentários

Modest Fashion Network

Curta no Facebook

Moda e modéstia

Estou no Instagram @aline.brodbeck