Uma visão realmente lúcida da mulher

quarta-feira, janeiro 06, 2010

Por Caio Capelari

Uma "vitória" do movimento feminista eu sou forçado a admitir: conseguiu vender a idéia(ologia) de que a promoção da mulher necessariamente passa pelos trilhos dos DOGMAS FEMINISTAS.
Isso é forçoso reconhecer. Nós, sociedade, compramos e consumimos essa idéia(ologia).
Contudo, dou-me o direito de fazer uma análise crítica; porque, quanto a mim, não me CONTENTO com explicações simplistas, reducionistas e, principalmente, que careçam de fundamento antropológico consistente, especialmente quando se refere o ser humano, à sua ontologia.
Nesse sentido, concebo o feminismo como tão unilateral quanto o machismo, ao qual se contrapõe. Se formos capazes de contextualizar a gênese do moviemento feminista, ficaria muito mais fácil relativizar seus DOGMAS. O feminismo nasceu num contexto, como reação a esse contexto, com conceitos próprios desse contexto. Assim pressupões "padrões", "modelos", "conceitos" que existiam na Modernidade (ou Modernidade Tardia) no qual nasceu, os quais já não existem mais hoje, ou se existem, já estão modificados, já têm outros contornos, para o bem ou para o mal. O homem e a mulher modernos já não existem mais, SOMOS PÓS-MODERNOS.
O que eu quero dizer: NÃO ME DOU O DIREITO DE PENSAR COMO UM HOMEM MODERNO, COM CONCEITOS DA MODERNIDADE, COM UMA VISÃO DE MUNDO DA MODERNIDADE. NÃO! SOU PÓS-MODERNO OU PÓS-GLOBAL (neologismo recentíssimo, criado pelo premiér britânico Gordon Brown, para se referir a um modelo de sociedade que cada vez mais se fecha em tribos, guetos), DEVO PENSAR COM CONCEITOS DA PÓS-MODERNIDADE E, BEM MAIS, BUSCAR NOVOS CAMINHOS ALTERNATIVAS, JÁ QUE A PÓS-MODERNIDADE É PERÍODO DE DESCONSTRUÇÃO E RECONSTRUÇÃO.
Assim, o Feminismo apresenta uma defasagem acentuada de uma fundamento antropológico consistente, que atenda às necessidades do homem e da mulher pós-modernos. Não dá mais para acreditar na historinha de que o homem e a mulher são dois competidores para ver quem subjuga quem; ou numa "igualização" do homem e da mulher: SIM, O HOMEM E A MULHER SÃO IGUAIS EM DIGNIDADE, POIS PARTILHAM DA MESMA HUMANIDADE,ONTOLOGICAMENTE SÃO IGUAIS! MAS NÃO POSSO QUERER TRANSFORMAR AO "SER- MULHER" NO "SER-HOMEM", é até paradoxal: o MODELO DE SER-HUMANO ACABA SENDO O MASCULINO!!!!!!!!! ISSO É TRAIÇÃO DA PRÓPRIA NOÇÃO DE PROMOÇÃO DA MULHER...
Uma acertada figura do Padre Fábio de Melo elucida bem o que disse: o faminismo e o machismo são dois lados de uma mesma moeda, um é tão unilateral quanto o outro. Padre Fábio de Melo (e esse o título de um de seus livros) diz que as mulheres são deAÇO E DE FLORES. O machismo reduz a mulher ao "ser-flor": acentua a docilidade, a fragilidade, a sensibilidade, e ninguém negaria isso, mas com isso a mulher (pela metade) é apenas acessório do marido. O Feminismo não fica atrás no reducionismo, reagindo a essa redução machista, cai em outra: no legítimo de fazer a mulher independente, dona de si, sujeito (não objeto), autônoma, acaba por reduzi-la ao "ser-aço", fazendo-a "rígida", "dura", com forte traço de individualismo, belicista, incapaz de um relacionamento de coordenação, de comapnheirismo, compartilhação, enfim, de igualdade (o mesmo que o machismo fez com os homens...)
Pobres machismo e feminismo, não veem que a mulher é AÇO EFLOR...
Não! Não posso me contentar com uma visão pela metade nem de homem nem de mulher. Por isso adoto uma visão global, integral, HUMANISTA: antes de se falar em "macho", "fêmia", "homem", "mulher" eu tenho A HUMANIDADE DE CADA UM. Esse é o ponto de partida.
A promoção da mulher(QUE É FUNDAMENTALMENTE NECESSÁRIA E APÓIO VEEMENTEMENTE) vai muito além (e passa muito longe) dos DOGMAS feminsitas. Já deu muito tempo desse moviento amadurescer, sair de seu paradigma simplista, para uma visão holística.
Concepción Dancausa: coragem e visão lúcida.
Bem, chegamos até aqui e vim até aqui para inserir a declaração que me fez vir à frente do computador e postar essa mensagem. Um MULHER, num evento de homenagem ao Dia Internacional da Mulher, onde pipocavam aquelas concepções unilaterais de que falei, SURPREENDE, INOVA, SAI DOS "LUGARES-COMUNS". Trata-se da Delegada Família e Serviços Sociais da Espanha, Concepción Dancausa, que fez a seguintedeclaração:
Com base no discurso retórico da "extensão de direitos", em numerosos casos se esconde a ocultação de direitos que são sim fundamentais. Quero ressaltar que hoje o Conselho de Ministros vai aprovar um informe que, de fato, permite o aborto livre em nosso país (Espanha), e o vai fazer envolvendo-se no discurso dos direitos da mulher, ignorando que o direito à maternidade é um direito fundamental e requer proteção e apoio. Há propostas que, por mais que se vistam de retórica, não passam disso, essa é uma delas: O ABORTO NUNCA É UMA SOLUÇÃO, É UM FRACASSO PESSOAL E SOCIAL (...) ALGO GRAVE FALTA EM NOSSA SOCIEDADE QUANDO NÃO SOMOS CAPAZES DE GARANTIR UM DIREITO TÃO BÁSICO E TÃO ÍNTIMO.
Dancausa se sobressai porque não se vendeu à argumentação simplista de que o aborto é promoção da mulher, só uma visão reducionista de mulher pode acatar isso. Dancausa, como eu, vê uma mulher por inteiro, na sua globalidade e tem toda a razão quando diz que nós, como SOCIEDADE, FALHAMOS POR NÃO SERMOS CAPAZES DE ACOLHER A MULHER NESSA CONDIÇÃO POR INTEIRO, PARTILHAR DE SUAS ANGÚSTIAS, CERCÁ-LA DO CUIDADO DE QUE NECESSITA E NÃO SIMPLESMENTE CONDENÁ-LA À SOLUÇÃO MAIS DRÁSTICA E QUE É (DIGO SEM MEDO) UMA VIOLÊNCIA CONTRA MULHER, MAIS UMA DE TANTAS. NESSE MOMENTO NÃO SOMOS CAPAZES DE EFETIVAR A SOLIDARIEDADE SOCIAL PREVISTA NA CONSTITUIÇÃO ENTRE OS FUNDAMENTOS (PRESTE ATENÇÃO!!) DO ESTADO BRASILEIRO.
Enfim, a uma mulher que soube ser de aço-e-de-flores entre tantas mulheres que (sem nenhum julgamento) apenas souberam ser de-aço, A MINHA HOMENAGEM, POIS ISSO É SER MULHER POR INTEIRO, É COM MULHERES DE-AÇO-E-DE-FLORES (E DE HOMENS QUE SEJAM INTEIROS TAMBÉM) QUE CONSTRUIREMOS UMA CIVILIZAÇÃO NOVA!

POSTS RECOMENDADOS

1 comentários

  1. Mudando só um pouquinho de assunto:
    Aline, Salve Maria!

    Não sei se já conhece, veja só o blog que eu encontrei:
    http://www.fashionassistance.net/

    É a descoberta do dia! Ao menos para mim, que ainda não o conhecia... rsrsrs

    Veja a lista dos sites indicados por esse blog, tem outras excelentes recomendações que podemos aproveitar.

    Fique sempre com o bom Deus!
    Teresa

    ResponderExcluir

Modest Fashion Network

Curta no Facebook

Moda e modéstia

Estou no Instagram @aline.brodbeck